Carro para filho: qual a idade ideal para esse presente?
Carro para filho: qual a idade ideal para esse presente?

Ter seu próprio veículo proporciona um alto nível de independência e liberdade e, portanto, comprar carro para filho é como um rito de passagem. Mas será que ele está pronto para esse presente?

Afinal, em troca da possibilidade de se locomover à vontade sem depender dos pais, seu filho terá que abastecer o carro, cuidar de sua manutenção, fazer as revisões necessárias, ter atenção no trânsito e tantas outras demandas que surgem com a posse de um veículo.

Muito mais do que a idade, há diversos pontos que você não pode deixar de levar em consideração antes de decidir se compra carro para filho ou não. Para ajudar você nesse processo, separamos os quesitos mais importantes no post de hoje. Acompanhe!

A maturidade necessária para seu filho ganhar um carro
Como você sabe, inúmeros acidentes de trânsito são causados diariamente por imprudência ou distração: usar o celular enquanto dirige, rodar por aí sob efeito do álcool, continuar dirigindo mesmo quando está muito cansado, ir além da velocidade permitida etc.

Sendo assim, antes de comprar um carro para seu filho, é fundamental que você confie nele o bastante para saber que ele será atencioso, cauteloso e prudente no trânsito. Caso contrário, o jovem será um risco para si mesmo e para as outras pessoas, e você nunca ficará sossegado antes que ele volte para casa em segurança.

E, mais uma vez, destacamos que isso não tem necessariamente a ver com a idade dele. Nesse sentido, é importante que você conheça seu filho, seu estilo de vida e suas responsabilidades para avaliar se ele está pronto ou não para receber esse presente.

A importância do planejamento financeiro para ser dono de um veículo
É imprescindível que seu filho entenda o quanto ganhar um carro de presente dos pais é um privilégio que nem todos podem ter. Você está planejando despender uma quantia alta de dinheiro para proporcionar um veículo para ele e, portanto, é importante que ele valorize o presente e o que ele representa.

Após a aquisição do carro, você combinará com seu filho como ficarão os demais gastos com o carro (combustível, revisões, seguro etc.). Se você assumir todas as despesas, torna-se ainda mais importante que seu filho entenda o que isso significa. Assim, ele valorizará a manutenção do carro e a importância de cuidar bem dele.

Já se o seu filho for arcar com os demais gastos envolvidos, ele deve ser capaz de planejar-se financeiramente e de agir com prudência em relação ao veículo. Caso contrário, o carro logo estará parado na garagem porque seu filho não tem condições (leia-se: responsabilidade) de dirigi-lo.

Diante disso, é interessante que o jovem se responsabilize pelo menos por algumas das despesas do veículo. Isso pode proporcionar mais maturidade a ele, além de um entendimento de como ele próprio se encaixa dentro das finanças da família.

A diferença entre a necessidade e o desejo
Muito mais do que um privilégio, o carro é, muitas vezes, realmente uma necessidade para seu filho. Afinal, nem sempre os pais estarão disponíveis para buscá-lo, não é?

Se o seu filho estuda à noite na universidade, por exemplo, pode ser perigoso voltar de transporte público — e, dependendo de onde vocês moram, até mesmo impossível de acordo com as linhas e horários disponíveis.

Caso seu filho apenas deseje um carro, especialmente se ele for muito insistente sobre isso, pode ser que ele ainda não tenha a maturidade que o presente requer. Sendo assim, a real necessidade de ter um carro próprio também deve ser levada em consideração para que você possa decidir se está na hora de ele ganhar um veículo.

E então, é o momento certo de comprar carro para filho? Em caso positivo, a próxima escolha é onde adquirir o veículo. Confira nosso post sobre o assunto e prepare-se!