5 dicas de planejamento financeiro para comprar o primeiro carro
5 dicas de planejamento financeiro para comprar o primeiro carro

Se você está se preparando para comprar o primeiro carro, deve saber desde já que é preciso muita organização e planejamento. Um veículo é um bem caro, que sofre com a desvalorização e que agrega inúmeros custos, além do seu preço de venda.

Por isso, é preciso se preparar. O primeiro carro acrescentará uma série de despesas às quais você não estava habituado e tudo isso pode bagunçar o seu orçamento.

Pensando nisso, preparamos este post com 5 dicas voltadas para você, que está prestes a adquirir o seu primeiro automóvel. Aproveite!

1. Coloque todos os custos no papel
O primeiro passo para não se apertar e fazer uma boa compra é colocar todos os custos agregados ao veículo no papel, antes de fechar o negócio.

Além do valor do carro, há o custo com o seguro e as revisões (cada marca tem um plano diferente), combustível, impostos e taxas.

Caso você opte por fazer um financiamento, tente oferecer o maior valor possível como entrada, lembrando-se de reservar um percentual para o pagamento dos valores imediatos, como emplacamento, IPVA, Licenciamento etc.

2. Planejar o valor máximo que pode pagar por mês
No caso dos financiamentos é preciso cuidar para que a parcela mensal não comprometa mais do que 30% da sua renda. Lembre-se que alguns custos listados no tópico anterior serão contínuos e precisarão estar no seu horizonte enquanto for proprietário do carro.

Uma boa dica é não diluir o primeiro seguro no financiamento, prática utilizada por quem não pode arcar com a apólice de uma vez. O grande problema é que isso onera as parcelas mensais até o final do plano, sendo que o seguro precisará ser renovado em 12 meses.

3. Pense na valorização
Ao contrário do que alguns dizem, carro não é investimento e sim um bem de uso. Não há nenhuma chance de que você ganhe dinheiro com o seu veículo do dia a dia, mas é possível minimizar perdas. Ao sair da concessionária, o carro perde cerca de 20% do seu valor.

Após o primeiro ano, essa taxa cai para uma desvalorização de cerca de 2% a cada 12 meses. Mas esse índice varia de acordo com o modelo do veículo e com a tradição e confiabilidade da marca.

Cuidar bem do carro e da sua manutenção preventiva também são fatores que ajudam a minimizar as perdas.

4. Escolha um modelo de acordo com as suas necessidades
A escolha do modelo do seu primeiro carro, deve levar em consideração as suas necessidades como usuário. Nesse caso, carros pequenos, econômicos e práticos, mas que ofereçam um bom pacote de equipamentos são ideais.

Se for financiar, resista à tentação de comprometer mais a renda para comprar um carro mais caro e luxuoso. Quem sabe esse não possa ser o seu segundo carro?

5. Busque uma empresa de confiança
A negociação para a compra do primeiro carro pode ser longa e difícil e, portanto, você precisa contar com uma empresa que seja parceira e que passe confiança em todos os processos. Por isso, pesquise bastante antes de optar!

Com essas dicas você não terá dificuldades em comprar o primeiro carro. Comece já a se estruturar e procure o modelo mais adequado para você! Caso queira ter acesso a mais conteúdos como este, não deixe de seguir nossos perfis nas redes sociais, estamos no Facebook e no LinkedIn!